049 | Desculpas não curam feridas

Um pedido de desculpas, mesmo que seja sincero e genuíno, não curam feridas na alma e no coração causadas por palavras, acusações ou humilhações. Você arrepender-se de uma frase dita em um momento de raiva ou descontrole emocional, não vai curar as feridas, o ‘segredo’ é não ferir ninguém com palavras e assim será ‘obrigado’ a pedir desculpas.

Palavras lançadas ao vento já foram as causas de muitos suicídios.

Não quero e não vou entrar no mérito da questão se deve haver perdão da parte atingida (esse editorial não se trata disso), mas vou me basear no que eu vim falar para você: Cuidado com o que você diz para alguém que esteja próximo de você, pois desculpas não curam feridas e você pode causar muitas dores com as suas palavras.

Conheço uma pessoa que ficou 10 anos, repare bem no que eu estou afirmando para você, e não é ilação, estória figurativa ou invenção, conheço uma determinada pessoa que ficou 10 anos sem emitir qualquer som e balbuciar qualquer palavra, pois foi vítima de um ataque de fúria de uma pessoa MUITO próxima a ela que despejou toda sorte de impropérios, acusações, ameaças e humilhações e o susto, a mágoa, a decepção, o sofrimento e a dor na alma causadas por furiosas palavras fez com que aquela pessoa entrasse num estado catatônico semelhante ao coma…

Caramba, isso é muito sério… O choque e a mágoa causaram letargia emocional… Foram palavras duríssimas de quem ele amava…

Os anos se passaram, e pelo menos uns 20 a 30 pastores tinham ido na casa dessa pessoa e feito orações fortes, poderosas, campanhas e mais campanhas de jejum e tantas outras campanhas de orações e nada surtia efeito, aquela pessoa atingida por palavras ferozes, simplesmente não reagia…

Até que, um pastor que ninguém dá nada por ele, que é uma figura quase que ‘invisível’ para os seus colegas de ministério, tomou a atitude de ir até aquela pessoa… E depois de meia hora, já estavam sentados à beira da cama, conversando animadamente…

Mas você pode me perguntar, até de certa forma espantado: O que aquele pastor fez para tirar aquele senhor do coma emocional?

Ele não fez orações, não intercedeu, não fez um clamor, não profetizou e não teve nenhuma atitude religiosa…

Ele entrou no quarto daquele senhor, sentou-se a seu lado, pegou em sua mão, chorou ao ver aquela cena e disse exatamente assim com muitas lágrimas nos olhos:

– ‘Eu vim te dizer que eu sei o quanto certas palavras magoam, causam dores e desgraçam a nossa vida, eu te entendo, eu sei o que é isso, mas eu vim aqui para te dizer que eu te amo, gosto de você, não queria mais te ver assim pois Jesus também te ama e eu também. Eu poso te dar um beijo e um abraço?’

Não me pergunte como eu sei exatamente quais foram essas palavras, porque eu não vou te responder…

Aquele pastor se inclinou na cama em direção aquele senhor, beijou a sua testa e choraram abraçados por meia hora… Após o choro, aquele senhor sentou na cama e começaram a conversar…

Ele viveu mais alguns anos e seu futuro foi brilhante, divertido, ele voltou à vida e seus familiares ficaram surpresos com aquele milagre causado por um pastorzinho que ninguém dá nada por ele… Não teve platéia e não teve mídia, mas teve salvação e aquele milagre foi presenciado por apenas três pessoas: aquele senhor, aquele pastor e a filha daquele senhor… Ele morreu com 78 anos…

Essa HISTÓRIA REAL reforça em mim a tese de que há poder em suas palavras.

Elas podem trazer vida ou morte.

Provérbios 13:2 diz que ‘O Fruto da boca (palavras) é violência‘, Provérbios 15:1 diz que ‘A palavra dura suscita a ira‘, Provérbios 16:24 diz que ‘Palavras agradáveis são doces e medicina (*trazem a cura) para a alma (*ferida) *Grifo nosso, em Salmos 34:13 diz que ‘Guarde a sua língua do mal e os seus lábios da falsidade (dolosamente)‘, Tiago 3:9 diz assim ‘Com a língua bendizemos o Senhor e Pai e com ela amaldiçoamos os homens, feitos á semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim“, Mateus 12:37 diz assim ‘Pois por suas palavras vocês serão absolvidos, e por suas palavras serão condenados‘, Provérbios 12:18 diz que ‘Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura‘, e para concluir essa breve base bíblica (um amigo sempre reclama que eu uso pouca base bíblica), o versículo chave de tudo o que eu estou dizendo ate aqui: ‘A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que gostam de usá-la comerão do seu fruto‘ Provérbios 18:21.

Amados, queridos e criaturas de Deus, não use a sua boca (língua) para a morte, pelo contrário, a use para trazer vida, medicina e cura para a alma de seu semelhante e deixe que as suas palavras ecoem para a eternidade e sejam estabelecidas como remédios que trouxeram curas para as almas feridas: não seja o causador dessas feridas, pois se tu causares ferimentos na alma de qualquer pessoa, CUIDADO, um dia podem causar na sua ‘Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.’ Gálatas 6:7.

Você vai colher o que você plantar.

Pr. Léo Vilhena
Texto escrito em 2018

NOTA: Madrugada de 22/04/2018 – Eu já estava deitado quando o Espírito Santo de Deus me fez levantar, abrir o escritório, ligar o equipamento e vir aqui para escrever esse editorial para você.
Boa Noite, agora vou voltar a dormir (01h48m).

admin

Léo Vilhena | Doutor em Teologia | Especializado em Psicologia Pastoral | Especializado em Bases Doutrinárias | Autor de 20 livros publicados | O Blog PPR é um ministério voltado a levar a Mensagem da Cruz, sem falsidades, sem enganos, sem falácias, sem mentiras ou Hipocrisias. Falamos a Verdade com verdade. Levamos o Evangelho a sério.